FairFunds

Luis Tiago General Ecosystem @pt-pt

Muitos de nós sabemos que um mundo melhor é possível, mas muitas vezes, grandes ideias, grandes projectos, contidos numa semente pronta a brotar e produzir uma mudança, permanecem debaixo do solo devido à falta de recursos.

Por esse motivo, na 2017.fair.coop criámos os fair.funds, um terreno ideal para as sementes crescerem, se desenvolverem e, eventualmente dar frutos que alimentarão de volta a terra que os cuidou.

Especificamente, estes fundos consistem num número de faircoins doadas à 2017.fair.coop para serem manuseadas com um objectivo específico que pode ser proposto pelos criadores do fundo, providos que estão sinergéticamente da globalidade dos objectivos da 2017.fair.coop.

Exixtem já três fundos, começando uma doação inicial, continuarão a ser sustentados com entradas de todos os que queiram contribuir e apoiar os vários projectos apresentados para que alcancem os objectivos propostos.

Cada fundo tem objectivos específicos definidos pelo seu próprio concellho, que gere quer a distribuição do capital, quer as políticas de cada fundo. Todos os concelhos são eleitos democraticamente e abertos à participação.

Além disso, junto com os recursos e a gestão financeira, através da rede social da 2017.fair.coop, está criado o terreno comum para tudo o que é necessário para que um projecto cresça.

Ideias, financiamento, grupos de trabalho, objectivos claros, infraestrutura, discussão, apoio, energia, vida… tudo o que é necessário para evitar que sementes se percam sem chegar sequer a ver a luz.

Em última análise, a fair.funds pretende ser um ponto de redistribuição de recursos, que nos permita através da cooperação, alcançar uma sociedade e uma ecónomia mais justas, com a riqueza global acessível a toda a Humanidade como recurso comum.

pooled  Fundos para vários projectos

Há já três fundos confirmados na Fair.Coop; estão sob desenvolvimento e já receberam uma percentagem significativa de provisões das faircoins existentes.

Quando uma pessoa ou grupo tem um projecto e pretende receber apoio de um fundo, pode aceder ao grupo de fundos através da rede social e apresentar o seu projecto ao concelho, o qual então decidirá se o projecto vai de encontro aos critérios da 2017.fair.coop e que quantia de faircoins nele devem ser investidas.

Estes fundos, apesar de serem descritos separadamente e de compreenderem diferentes concelhos, visam o mesmo objectivo, o da faircoop, e por isso, para efeitos práticos, um projecto pode receber apoio de vários fundos em simultâneo.

  s_4O Fundo Global South

Compreende recursos dedicados à luta contra a desigualdade e ao restauro da justiça da ecónomia global.

Ou seja, apoia a luta contra o empobrecimento e miséria causados pelo sistema capitalista predador.

O modo para levar isto a cabo é acompanhar o empoderamento de comunidades e cooperativas que se encontrem excluidas de aceder aos recursos básicos ou os meios para produzir riqueza open source, ie. métodos de produção que possam ser partilhados e replicados.

Este fundo, devido às suas características e objectivos ilimitados, irá requerer uma estrutura organizacional específica que o torne possível, sobretudo criando nós de apoio em tantas partes do mundo quantas possível, que possam ocupar-se de ligar a 2017.fair.coop com colectivos que estejam em processo de empoderamento, possibilitando a sua validação (para evitar enganos e abusos possiveis) e assim criar uma rede de cooperação mútua a uma escala global, tão estabelecida quanto possível nos diferentes territórios.

Diferentemente de outros fundos que priorizam projectos de maior impacto, aqui será muito mais importante beneficiar tantos seres humanos quanto possível e prezando isto, o critério de aceitação tem de ser muito inclusivo.

Podes fazer as tuas doações aqui: fU3wRGZwese65gZqRiQiJvE483iyjY2QD4

aqui os movimentos desta conta.

Para estar em contacto relacionado com este fundo, liga-te a este grupo na FairNetwork.

c  Fundo de recursos comuns

Projectado para projectos estratégicos capazes de gerar recursos comuns para o benefício de toda a Humanidade.

Apoia projectos que co-produzam bens imateriais tais como informação e conhecimento em áreas chave como saúde, energia, alimentação e sistema económico, e também projectos que ampliem a rede de escala global para gerar material Pró-comum.

Promover livre conhecimento e misturá-lo com hardware livre para o empoderamento de comunidades em todas as dimensões e na criação de recursos comuns, é o principal objectivo deste fundo.

Além disso trata-se de escolher projectos que forneçam recursos e valores que ainda não estejam a operar ou possam ser melhorados e fortalecidos através de fundos e participação de toda a comunidade.

Podes fazer os teus donativos aqui: fMxkQtTCFZpWuZNZQTq7HxwcZ6rQn1yAWj

Vê os movimentos desta conta aqui

Para estar em contacto relacionado com este fundo, liga-te a este grupo na FairNetwork.

it_1  Fundo de Infraestrutura Tecnológica

Os recursos deste fundo estarão fixados a projectos de desenvolvimento de IT tecnológicos, económicos e educacionais, os quais aumentem a estensão e facilitação do uso da faircoin como moeda ou como veículo para poupanças comprometidas bem como outras tecnologias de processamento de troca, monetários, financeiros ou de pagamentos, necessários para construir o sistema económico promovido pela 2017.fair.coop.

Ao aprimorar tecnologicamente a faircoin estaremos também a aumentar o valor económico desta criptomoeda, a qual reverterá em todos os fundos e projectos que estejam a ser financiados.

Este fundo estará fortemente ligado ao ramo do Concelho do Ecossistema, fornecendo apoio à parte tecnológica de certos projectos que enriquecem directamente a 2017.fair.coop, tais como FairCredit, FairBag, FairMarket ou FairSaving.

Estes são os fair-funds iniciais libertados pelo grupo promoter da 2017.fair.coop, contudo, outros fundos e concelhos  podem surgir para financiar projectos com diferentes objectivos específicos relacionados com a cooperativa.

Podes fazer os teus donativos aqui: fJ7dwkfHiJW9867xcovaJ9QDN7khDEMJMm

Vê os movimentos desta conta aqui.

Para estar em contacto relacionado com este fundo, liga-te a este grupo na FairNetwork.

Envolver-se com os fundos

Existem muitas maneiras de participar nos fundos: 1 – Cada um pode contribuir directamente para os fundos através de donativos (LINK). 2 – Investir em faircoins para usar como poupanças. Esta é uma forma indirecta de cooperar, porque irá reduzir a quantia disponível para venda no mercado, e por isso promover o aumento do valor da moeda no mercado e assim redistribuir capital em fairfunds. 3 – participar na promoção e uso de faircoins como criptomoeda de referência para uma ecónomia justa e baseada na solidariedade.

project Como submeter um projecto a um fundo

Para apresentar um projecto a um fundo, tens primeiro de familiarizar-te com as dinâmicas e protocolos do concelho e da comunidade desse fundo, as quais podem ser diferentes para cada fundo, para fazer isto podes aceder ao grupo e ler todos os documentos, decisóes tomadas, protocolos, etc., e como apresentar as tuas questões e interagir com outros membros do fundo. Uma vez que entendas os basicos da operação, apresentarás o teu projecto ao concelho para que seja recebido no processo específico de tomada de decisão desse fundo

Se o teu projecto for aceite, ser-te-ã concedida a quantia de faircoin que o concelho decida, mas com a condição de que este capital permaneça intocado durante um período de latência, o tempo requerido para solidificar quer o teu projecto, quer o teu financiamento..

Podes encontrar mais informação e passos detalhados sobre a participação em Projectos 2017.fair.coop aqui.

  newComo iniciar um novo fundo

Para estabelecer um novo fundo, tem de ser apresentada uma proposta à comunidade e ao concelho do Ecossistema, e têm de ser fornecido um mínimo de 500,000 faircoins, representando aproximadamente 1% das faircoins em circulação. Esta quantia pode alterar de acordo com a evolução do preço da faircoin.

Cada fundo que seja incorporado à 2017.fair.coop será provido de um conjunto de recursos por parte da cooperativa, de modo a que possa gerir esse fundo com largas doses de participação, conhecimento e transparência.

Entre outros, alguns dos recursos são: uma forma formulário público, acessível e aberto para submeter projectos a financiamento pelo fundo; um concelho de indivíduos com experiência no tópico de fundos, o qual terá a função de ser em última análise, responsável por que os fundos sejam alocados da forma mais eficiente de encontrar os objectivos propostos; ferramentas que permitam que todos os membros da 2017.fair.coop sejam consultados e votem nas prioridades, métodos ou apoio especifico a projectos por parte dos grupos de trabalho comuns a toda a 2017.fair.coop

Métodos para gerir os fundos

No que respeita ao método de gestão do fundo, é importante manter como critério básico uma forma de poupanças que beneficie o comum, apesar de os fundos poderem ser adjdicados assim que a metodologia em uso o permita, é importante que as faircoins não possam ser gastas – e por consequência vendidas no mercado – até que um período rasoável tenha passado, assim permitimos que  o valor da faircoin cresça o suficiente para render uma óptima performance a estes fundos e eles possam efectivamente servir para gerar capital para o bem comum.

Actualmente definimos um standard mínimo de um ano de poupanças desde o momento de aceitação do projecto, portanto desde a adjudicação. Esse tempo serviria para consolidar o grupo para continuar o projecto, elaborando um plano participativo sobre como iriam gastar e o que iriam obter através dele, de modo a que a precedente situação de empobrecimento não volte a surgir depois da contribuição (ex. Se se tratar de comprar equipamento para um projecto de agricultura, será necessário um plano de viabilidade).

Isto pode mudar consoante o fundo no caso de o concelho o propor e pode também ser acelerado se o valor aumentado da faircoin o permitir.

Em qualquer dos casos, pode ser muito desejável estabelecer métodos para alocar fundos de modo a beneficiar da apreciação de valor. Por exemplo, no caso de projecto de fundos de infraestrutura de faircoin ou de recursos comuns, o mecanismo poderia ser tal que estes fundos não pudessem começar a ser usados até o projecto estar ser completado ou ter alcançado um nível significativo de desenvolvimento, a ser determinado no início.

This post is also available in: Inglês Espanhol Francês Catalão Chinês Alemão Grego